Buscar
  • drathamaraendocrino

O que pode inflamar a Tireoide?

Tireoidites:

O que é isso?

É um conjunto de doenças inflamatórias que afetam a tireóide


Em alguns casos, o paciente sente dores, mas em outros são os sintomas básicos do hipertireoidismo ou do hipotireoidismo (vou colocar os posts delas nos stories para quem quiser ler).


As tireoidites são:

- Subaguda (ou tireoidite de Quervain): Não tem causa conhecida e resulta em um aumento doloroso da glândula e na liberação de grandes quantidades de hormônio no sangue. Ela surge, geralmente, após um quadro infeccioso, por provável reação cruzada

* Foi essa que surgiu em um relato recente após infecção por COVID-19.


- Pós-parto: 5 a 10% das mulheres manifestam hipertireoidismo leve a moderado alguns meses após o parto, costuma durar de um a dois meses e, freqüentemente, é seguido por vários meses de hipotireoidismo antes do organismo se normalizar espontaneamente. Mas, em alguns casos o hipotireoidismo se torna permanente


- Silenciosa: O hipertireoidismo transitório pode ser causado por uma tireoidite silenciosa, semelhante à tireoidite pós-parto, mas não está relacionada à gestação e não é acompanhada de dor na glândula


- Crônica (ou Tireoidite de Hashimoto): causa mais comum do hipotireoidismo, auto-imune, com presença de auto-anticorpos que destroem o tecido tireoidiano. As manifestações da Tireoidite de Hashimoto são extremamente variáveis, podendo ser do tipo hipo, hiper ou eutireoidismo


- Fibrótica (ou Tireoidite de Riedel): é uma alteração que cursa com inflamação e fibrose da glândula, muito raro, que pode causar hipotireoidismo e pode piorar de forma lenta e progressiva


Durante todos esses processos, em geral, passamos por etapas:

1️Uma fase de liberação hormonal maciça, cursando com sintomas de HIPERtireoidismo, que é auto limitada, terminando assim que os estoques da glândula se esgotam

2️Pode ocorrer uma fase de deficiência do hormônio, até a glândula se “reestabelecer”, fase de HIPOtireoidismo

3️Após a recuperação, a glândula pode retomar sua produção normal, ou, pode se estabelecer um quadro de hipotireoidismo permanente


Tratamento: Depende de sua etiologia!


Dra Thamara Batistella

Endocrinologista e Metabologista

CRM34083 | RQE 25494




23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo